Pular para o conteúdo principal

UFRN e a verdadeira face de uma realidade maquiada

 Ontem por volta das 18:30, estudantes da FACISA, UFRN Santa Cruz, realizaram grande manifesto em prol de melhorias estruturais e acadêmicas. Em rede social a Coordenadora Geral do Diretório Central dos Estudantes da UFRN, Daniella Araújo, expõe o pensamento da coletividade acadêmica em desabafo:

PROTESTO NA FACISA: ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL CADÊ VOCÊ?

Tem gente que ainda não se tocou que o povo está cansado de demagogias, instrumento de credibilidade comumente utilizado pela velha classe política para ambições eleitorais.

Na UFRN em Santa Cruz -FACISA não é diferente, os estudantes sentem na pele o uso eleitoreiro das *bolsas* que deveriam ser Assistência Estudantil mas, não passam de programas que servem para elastecer os problemas vésperas as eleições, demonstrando como ainda funciona aquela velha política dos coronéis que dominavam a região, com aquele toma lá da cá. Assistência estudantil é uma coisa, assistencialismo barato é outra. A primeira liberta, a segunda escraviza. Assistência estudantil é direito, não é favor!”

                Acadêmicos de todos os cursos ofertados pela instituição tentam trazer à tona a verdadeira face de uma realidade maquiada mostrando a real situação dos estudantes nas precárias condições atuais, entre eles a estudante de Enfermagem Luana Medeiros publica pauta sobre alguns (dos vários) motivos apontados na realização da manifestação: “Em virtude do descaso ao abandono sofrido pelas instâncias as quais deveriam nos gerir, formulamos a presente pauta apontando as reais necessidades nas quais passam despercebidas aos olhos dos que do alto do poder não conseguem enxergar.

”Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes... III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;...”

“Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.”

* AUXILIO ALIMENTAÇÃO
O valor em repasse (CENTO E CINQUENTA REAIS), é insuficiente para suprir necessidades básicas nutricionais dos estudantes, pedimos uma avaliação de valores, assim como maior transparência sobre a regulamentação de data precisa para repasse deste auxílio estudantil; Além de que, no CERES (Currais Novos e Caicó) o valor do Auxílio Alimentação é de R$300,00. Por que na FACISA é R$150,00?
* ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL
Pedimos maior participação da direção e PROAE na vida estudantil para maior acompanhamento dos problemas enfrentados tanto em sala de aula, como fora dela que se entrelaça no ramo acadêmico. Pedimos assistência:
* Para os estudantes estagiários: Em virtude da necessidade prática dos cursos ofertados pelo campus, somos lesados financeiramente e moralmente com prejuízos que cobrem desde a locomoção municipal para os estabelecimentos de saúde, até com o esgotamento físico/psicológico ocasionado pela falta de centro para descanso e alimentação extra nos campus localizados em outros municípios, englobando não apenas residentes, mas todos os alunos do campus que necessitam desta atenção.
* Para os estudantes de outros municípios que por sua vez, são forçados a passar o dia fora de suas casas sem nenhum amparo para suas necessidades privativas entre horários que deveriam ser de descanso para todos os estudantes e funcionários da instituição;
* Para os residentes que enfrentam problemas diários que vão desde estrutura física do prédio até ao prejuízo intelectual por falta da assistência que nos é negada.
* MANUTENÇÃO DO PATRIMÔNIO
Apesar de recém-inaugurada, a Residência Universitária já se encontra em estado crítico resultante do mau planejamento e instalações precárias que se mostram no decorrer dos ambientes, representando um risco a integridade física e intelectual dos residentes.
* SEGURANÇA
Pedimos também maior segurança para o patrimônio e para os estudantes em virtude dos crescentes assaltos ocorridos pela cidade inclusive aos arredores da residência. Ano passado, 2013, nos foi prometido verbalmente a instalação de câmeras de vigilância, assim como disponibilização de armamento para vigilantes, ainda aguardamos pacientemente por alguma resposta sobre o assunto.
* AUXILIO TRANSPORTE
Consideramos a possibilidade de auxilio transporte em virtude da necessidade de novas vivências acadêmicas assim como para retorno as respectivas cidades de origem, fazendo parte integral a saúde mental dos estudantes.
* PARTICIPAÇÃO ESTUDANTIL
Queremos também maior participação estudantil sobre tomadas de decisões que abordem a todos para evitar maiores inconveniências, prejuízos esses que vão desde uma “simples porta de vidro” até na escolha e classificação de professores substitutos, afinal, esses e muitos outros são assuntos voltados diretamente ao interesse do corpo estudantil e estamos cansados de embates e consequências perceptíveis ao longo dos períodos letivos com desfragmentação de conteúdos e consequente quebra de desenvolvimento intelectual.
* AMPARO AOS ESTUDANTES
‘Vai e vem’ Chega de sermos tratados como brinquedo de criança, aqui exigimos respeito pelos superiores, exigimos rapidez na construção de espaço de convivência para os alunos, exigimos salas de monitoria fixas, exigimos sala para reuniões (projetos, grupos de estudo), salas abertas antes das aulas, exigimos por fim espaço para acolhimento, troca de experiências, convivência integrada pois “nem só de pão vive o homem”, precisamos de relações sociais que transcendam relações acadêmicas, pois sem isso a universidade deixa de ter esse título para virar instituição de ordem mecânica, para moldar “peças” e jogá-las no mercado de trabalho, como exigir de nós, como futuros profissionais de saúde a tão discutida humanização na assistência se isso passa a distância do modo da formação a qual é nos fornecida?
* ATENÇÃO PSICOLÓGICA
Devido ao modo de vida acadêmico sobrecarregado ao qual estamos inseridos, sem nenhum aporte emocional, individual ou coletivo.
Contudo, o que pedimos é o voltar do olhar também para “os marginalizados”, é o escutar da nossa voz que clama por socorro em condições subumanas as quais nos sufocam e que em último esforço não nos deixamos oprimir, então imploramos, nos deem voz, nos deem ouvidos, mas, por favor, não nos tragam mais o silêncio de ações vagas porque isso já transcende nossa despensa, aliás, é só o que tem lá.”

 Santa Cruz – RN
08 de Maio de 2014

Postagens mais visitadas deste blog

Ata de Homologação de candidatura da chapa "TODA LUTA"

Edital da Eleição para o Diretório Central dos Estudantes José Silton Pinheiro

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Diretório Central dos Estudantes da UFRN – José Silton Pinheiro Comissão Eleitoral
EDITAL
A Comissão Eleitoral, autônoma, eleita em CEB, convocado e realizado no Diretório Central dos Estudantes – (DCE UFRN), realizado no último dia quatro de abril de dois mil e dezessete, no uso de suas atribuições legais e prerrogativas outorgadas em CEB, RESOLVE:
Capítulo I: Da Comissão Eleitoral, sua composição e competências
Art. 1º - Informar da sua composição eleita em CEB supracitado:
I.Rafael Leite da Silva Bune (Pedagogia); II.Gustavo Rodrigues da Costa (Gestão de Políticas Públicas); III.Paula Lays de Lima e Silva (Direito);

HOMOLOGAÇÃO CHAPAS DE DELEGADOS AO 55 CONUNE

A Comissão Eleitoral para o processo de eleição dos e das delegados/das da UFRN ao 55º CONUNE, devidamente instituída pela Coordenação desta entidade, faz saber as chapas homologadas para o processo de campanha. Sendo elas:

CHAPA 1 - "ENFRENTE"
CHAPA 2 - "OCUPAR E RECONQUISTAR A UNE"
CHAPA 3 - "VAI LUTAR OU VAI TEMER?"

     Vale salientar que devido ao grande volume de inscritos para cada chapa, esta Comissão está compilando todos os nomes homologados de cada chapa, estes serão publicizados nesta sexta-feira(26/05/2017).
     Sem mais para o momento, autorizamos o início da campanha eleitoral conforme o Edital deste processo.


COMISSÃO ELEITORAL - DCE UFRN - 55º CONUNE