quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Reitoria e DCE fazem visita ao CERES-Caicó

Reitora apresenta investimentos ao CERES
Na manhã de ontem, 21, a reitora Ângela Paiva Cruz juntamente com os pro-reitores de Assuntos Estudantis, Graduação, Administração e Extensão fizeram uma visita ao Centro de Educação Superior do Serídó (Ceres) para uma série de agendas. Os coordenadores do DCE, Adler Barros e Daniela Araújo juntamente com o bolsista Cauê Fernandes acompanharam a visita da reitoria.

A primeira agenda foi uma reunião com os professores, a coordenadora do Centro Ana Aires e funcionários. A reitora Ângela Paiva iniciou a o encontro mostrando os números dos investimentos com manutenção e expansão do campi de Caicó. No segundo momento abriu-se o debate entre professores, funcionários, pró-reitores e reitora. A pauta foi extensa, desde a má qualidade da internet no campi até falhas na especialização de docentes, passando por problemas na estrutura física e segurança. 

Após o almoço, a reitoria recebeu o prefeito de Caicó, Roberto Germano e alunos em geral para tratar dos problemas e também apresentar o novo curso de Medicina. 

Reitora e prefeito discutem o CERES/UFRN
Ângela mostrou a situação da universidade ao prefeito e pediu parceria, investimento em estrutura municipal e políticas públicas (segurança, saúde e lazer) visando os estudantes, para avançar juntos na construção de uma UFRN maior e melhor. Dentre as principais reivindicações, o melhoramentos na calçada do Campus e nos esgotos que desaguam no Ceres, além da retirada de um bar que há anos funciona em cima da calçada do campus e mais rigor na lei de poluição sonora nos entornos do CERES.

Os estudantes começaram as intervenções pautando o Circular do Ceres, uma luta já antiga que foi bandeira principal da atual gestão do DCE. Com relação ao circular o prefeito disse não ter condições no momento de instalar uma linha circular para o Centro mas que tentaria uma outra solução para melhorar a mobilidade estudantil a ser divulgada posteriormente. 

Coordenador do DCE reconhece avanços
mas pauta a questão do circular e
 outras reivindicações 
Os alunos pautaram também a má climatização das salas de aulas, instrumentos multimídia insuficientes para a demanda, calçada da residência até o setor de aulas, além das reivindicações já colocadas pelos professores como precariedade da internet.

As principais questões foram esclarecidas pelos pró-reitores. A reitora enfatizou que está priorizando a interiorização da universidade e que não se faz mais pelos campis do interior não por falta de querer mas sim por problemas com empresas terceirizadas e, claro, falta de verba em alguns casos. a promessa é que a maioria dos problemas comecem a ser solucionados já na próxima quinta-feira quando a reitoria voltará ao município.


Alguns estudantes protestam por melhorias