quarta-feira, 31 de julho de 2013

Com unidade, DCE da UFRN aprova instalação de Fórum e promoverá consulta sobre a Mobilidade Urbana

Em reunião realizada nesta última terça (30), na sede do Diretório Central dos Estudantes José Silton Pinheiro, a direção da entidade abriu o seu segundo semestre debatendo os problemas de mobilidade urbana de Natal e a repercussão das mobilizações que aconteceram na cidade e em todo o país nesses últimos dois meses.

Foi ponto pacífico, dentre os presentes, de que os membros do DCE e as lideranças estudantis de Centros Acadêmicos e Diretórios Acadêmicos da universidade foram fundamentais na capacidade de articulação do movimento. Para Adler Barros, Coordenador de Movimentos Sociais, "chegou o momento de construir uma articulação entre essas lideranças e o capital político do DCE para que a entidade possa articular diversos segmentos para que se encontre saídas esperadas pela sociedade para a questão do transporte público".

A entidade aprovou, por unanimidade, as seguintes propostas: I - criação de um fórum com diversas entidades para contribuir com as propostas para o processo de debate sobre a mobilidade e convidar uma comissão de professores da universidade que desenvolvem estudos sobre o tema; II - promover uma Audiência Pública na UFRN sobre a licitação do transporte público; III - produzir e distribuir jornal especial do DCE com estudos sobre temas centrais relacionados à mobilidade urbana; IV - realização de Assembleia Geral dos Estudantes para convocação de consulta à universidade sobre os temas centrais da mobilidade urbana e V - consulta aos estudantes da UFRN, através do voto, para consolidar a opinião do DCE em relação à mobilidade urbana.

Segundo a Coordenadora de Mulheres, Géssica Régis, "Dada a conjuntura de amplas mobilizações, onde o caos que se encontra o sistema de transportes nas grandes cidades foi o estopim, é fundamental que o DCE se posicione e discuta a mobilidade urbana e questões fundamentais para o próximo período". Para Géssica, "o passo dado hoje é primordial para acumulo e mobilização de todos\as estudantes da UFRN, e virão mais dias de lutas".

A aprovação das propostas e os encaminhamentos dados representam um marco na vida política da entidade. Para o Coordenador de Imprensa, Ramon Alves, "o DCE vai seguir com unidade e com a sua pluralidade para elevar a qualidade da discussão e fazer com que a universidade e a sociedade produzam uma saída para a crise que está instalada. Nesse sentido, reforçará sua democracia instalando os mais representativos métodos de consulta aos estudantes para definir sua posição e isso é muito simbólico".