sábado, 18 de maio de 2013

Estudantes retornam às para protestar contra o aumento da passagem

Nesta quinta-feira (16), os estudantes e trabalhadores natalenses voltaram às ruas para protestar contra o aumento de R$ 0,20 na tarifa de transporte público. A passeata percorreu, saindo do baldo, a Avenida Rio Branco seguindo rumo à prefeitura, onde os estudantes contestaram a decisão do prefeito Carlos Eduardo (PDT) em conceder o aumento na tarifa.

O movimento foi convocado nas redes sociais e pelas entidades estudantis União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Associação Potiguar dos Estudantes Secundaristas (APES), União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas (UMES) e pelos Diretórios Centrais Estudantis da UFRN e da Faculdade Maurício de Nassau. Após o ato na prefeitura, a mobilização seguiu em passeata até a Câmara Municipal, onde foi encerrado com adesão de vereadores ao movimento.

Para o presidente da UMES, Whanderley Costa, o movimento de hoje reiterou a luta realizada no dia anterior pelos estudantes natalenses. "Embora a mídia esteja veiculando os atos de violência cometidos pela polícia contra os manifestantes, a marca do movimento tem sido a da vitalidade dos natalenses para contestar não só o reajuste da tarifa de transporte, como a própria qualidade da mobilidade urbana da cidade, exigindo também que o Conselho de Mobilidade Urbana seja democrático para atender às reivindicações da sociedade".

A presidenta do DCE da Faculdade Maurício de Nassau, Daniella Araújo, afirmou que o movimento vai ganhando cada vez mais adesão. "Nossa luta não para, a cidade ganha muito com essa participação dos estudantes e demais segmentos sociais que estão protestando e não sairão das ruas até que suspensa o aumento".