quarta-feira, 1 de maio de 2013

Entidade representativa dos secundaristas potiguares, APES/RN lança logomarca em homenagem aos seus 85 anos


No dia 20 de outubro deste ano, a Associação Potiguar dos Estudantes Secundaristas (APES) completará 85 anos de existência. Fundada em 1928, no Colégio Atheneu Norte-rio-grandense, a entidade estudantil é a de maior longevidade do país. Após unificar-se com o Centro Estudantil Potiguar (CEP) na década de 30, a APE, como era a sigla na fundação, foi reorganizada sob a liderança de Érico Hackradt em 1949.

Alguns dos seus dirigentes principais foram fundamentais na luta para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Érico, Geraldo Melo e Moacyr de Góis lideraram o movimento que culminou com a aprovação da Lei Estadual nº 149, de 15 de agosto de 1949, que criou a Faculdade de Direito de Natal.

Durante a década de 60, sob a gestão de Djalma Maranhão na prefeitura de Natal, o secretário municipal de Educação foi Moacyr de Góis, a quem coube a coordenação da Campanha De Pé no Chão Também Se Aprender a Ler. Foi do primeiro presidente da reorganização, Érico Hackradt, a Lei Municipal que deu origem à meia-entrada para os estudantes da cidade, que em 2013 completa 55 anos.

No período recente, a APES liderou os estudantes na conquista da Gestão Democrática na rede estadual de ensino e na conquista da Meia Passagem Intermunicipal para estudantes, sendo membro titular do Conselho Administrativo desse direito.

Para o presidente da APES/RN, Pedro Sérgio, “a APES carrega um legado de vitórias e mobilizações em prol dos estudantes e da sociedade potiguar. É uma entidade que é parte indissociável da construção da nossa historia e continua a ser importante instrumento de mobilização e questionamento sobre os problemas que vivemos”.

Como forma de dar início às comemorações pelo seu aniversário, a entidade lançou logomarca dos 85 anos. Curta a fan page da APES no facebook.