terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Plenária das Juventudes em Luta do RN será neste sábado


Disseminar, contagiar o Brasil com as lutas da juventude por reformas estruturais e por melhores condições de vida, superando a opressão e a ausência de políticas garantidoras de direito. É esse o recado que pretende dar a Jornada de Lutas da Juventude que levará às ruas do país, de 25 de março a 01 de abril, dezenas de organizações e milhares de jovens. O ponto de partida foi dado com o lançamento do manifesto, que afirma a união de diversas organizações (estudantil, negros, trabalhadores urbanos e do campo, movimento LGBT, feministas, cultura, periferia, dentre outros) para "avançar nas mudanças e conquistar mais direitos para a juventude".


O lançamento da Jornada Nacional de Lutas da Juventude ocorreu no último final de semana, em São Paulo, e reuniu 200 jovens. Na coordenação nacional estão, dentre outras entidades, a União Nacional dos Estudantes (UNE), MST, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Levante Popular da Juventude, Fora do Eixo, Nação Hip Hop Brasil, Marcha Mundial das Mulheres e a Pastoral da Juventude. Para o presidente da UNE, Daniel Iliescu"essa articulação é um marco importante que pode ter um papel decisivo na luta dos movimentos sociais brasileiros e para a juventude no país".

No Rio Grande do Norte, a primeira reunião de organizações e entidades juvenis está agendada para o dia 2 de março (sábado), a partir das 10 horas, no IFRN da Cidade Alta, na Avenida Rio Branco.