quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Estudante não é sardinha! parte II


Com o inicio das aulas não só esperamos,
 mas agimos para que o PESADELO do circular fique no passado!

As aulas estão prestes a iniciar e com seu início de fato, vemos sempre as mesmas demandas de infraestrutura necessária para o acesso pleno à educação superior. Para além do acesso em si a uma vaga em uma instituição pública, a conquista de condições de permanência é estruturante especialmente para a juventude trabalhadora.  Ampliação e qualificação dos serviços de alimentação no restaurante universitário, o acesso às bolsas, residência e mobilidade estão entre os principais desafios permanentes do Movimento Estudantil. 

Talvez pela alta rotatividade que vivemos no ME às vezes são perdidas pautas que sempre são reapresentadas ano a ano como uma quentinha requentada ou como PANFLETOS de campanha. Porém esse campo não vem dessa cultura política e demonstra isso na sua prática. Seja no debate de concepção de universidade seja no encaminhamento de demandas práticas da vida acadêmica. Nesse processo de organização política descobrimos uma importante ferramenta ainda pouco utilizada pelos movimentos o Ministério Público.

Nesses últimos dez dias tivemos importantes conquistas na questão de mobilidade a partir de uma ação movida pelo DCE na gestão passada “#PrimaveraSemBorboleta”  junto ao Ministério Público que está sendo acompanhada pelo Coletivo “Até que Tudo Cesse Nós Não Cessaremos”.  Vamos juntos ver a retrospectiva da luta pela ampliação de circulares no campus UFRN/Acessibilidade e integre você também essa jornada!

Setembro de 2011- Entregue a reitoria a pauta de ampliação do circular assim como debate de acessibilidade no campus parte da Jornada de Lutas UNE*;

Fevereiro de 2012- Impetrada a ação pelo DCE pela ampliação de linhas no transporte e inclusão do serviço de acessibilidade no Ministério Público *;

Fevereiro de 2012- Resposta da SEMOB para ampliação de mais um circular passando de 5 para 6 veículos*;

Abril de 2012- Audiência Pública com a presença da SEMOB / SETURN e UFRN no Fórum dos Estudantes para debater o circular;

23 Janeiro de 2013- Audiência em decorrência da ação de Março de 2012 resultados:

1. Definição de uma nova ordem de serviço da SEMOB para o SETURN compatível com a demanda de estudantes da UFRN, com o número de veículos total que deve ser disponibilizados, discriminando os veículos adaptados com acessibilidade,  assim como o quadro de horários atualizado a ser encaminhado até o dia 08 de Fevereiro de 2013 à promotoria. A demanda de circulares tem como base um estudo apresentado na nota técnica da UFRN em fevereiro de 2012. Segundo o Superintendente de infra estrutura nossa demanda hoje gira em torno de 30% dos estudantes do campus dependendo do serviço do circular e a perspectiva é que em 2015 esse número chegue a 50% do total de estudantes.  Daí a grande importância de termos esse fórum de transporte de forma permanente, com a competência de atualizar sistematicamente necessidade dos serviços.

2. Constituição de um fórum permanente de transporte composto pela SEMOB, UFRN, DCE/UFRN, DER e Empresas de Transportes Coletivos. Com reuniões ordinárias bimestrais com o objetivo de aperfeiçoar a ordem de serviço apresentada no item anterior, bem como decidir medidas que venham a melhorar o serviço de transporte público na universidade.

3. Entrega e confecção pelo SETURN de até o dia 23 de Fevereiro 100 cartazes e 2000 panfletos com o quadro geral de horários do circular com destaque aos horários de ônibus com acessibilidade ao DCE/UFRN. Contendo também o número da SEMOB para que caso não seja cumprida a tabela de horários @s estudantes possam fazer a denuncia à instituição fiscalizadora.

Essas são conquistas processuais, o movimento estudantil necessita de tod@s para concretização de cada vitória colabore com a fiscalização dos serviços indicados acompanhando os horários e fazendo a denuncia aos órgãos competentes SEMOB e Ministério Público. Seja protagonista na efetivação de nossos direitos e vamos junt@s construir uma nova universidade onde além da conquista da VAGA sejam garantidas TODAS nossas condições de gozar do conhecimento e da universidade com equidade.
Melayne Macedo Silva
Coletivo Até que Tudo Cesse Nós Não Cessaremos
Kizomba-RN