terça-feira, 13 de novembro de 2012

UFRN apresenta projeto pedagógico do Curso de Medicina

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) apresentou, em audiência pública promovida pelo Fórum de Desenvolvimento do Trairi, na manhã desta segunda-feira, 12, o projeto pedagógico do Curso de Medicina, que será instalado no interior do estado, envolvendo os campi de Caicó, Currais Novos e Santa Cruz (FACISA). 

Participaram da audiência a reitora Ângela Paiva Cruz, a vice-reitora Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes, a deputada federal Fátima Bezerra, a prefeita eleita de Santa Cruz, Fernanda Costa, entre outros políticos e representantes da sociedade civil.

A audiência foi aberta pela reitora Ângela Paiva, que contextualizou a criação dos cursos de medicina no interior e apresentou a proposta do curso na região, cujo modelo será multicampi. Em seguida, o professor George Dantas de Azevedo, da comissão responsável pela implantação do novo curso de medicina no interior, fez um relato do projeto, mostrando a política do Governo Federal, a fundamentação para a criação desses cursos e os princípios que nortearam essa proposta, finalizando com apresentação do projeto pedagógico.

A diretora do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), Cláudia Rubim, falou da estrutura disponível no HUAB, dos serviços oferecidos e do que será disponibilizado com a expansão do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF).

Durante a audiência, o representante do prefeito de Santa Cruz fez leitura de documento em que se compromete a doar um prédio para a instalação do curso de medicina e a deputada Fátima Bezerra propôs uma moção à Câmara dos Vereadores de Santa Cruz para aprovação dessa doação.

A deputada Fátima Bezerra destacou o seu empenho, juntamente com a reitora da UFRN, para a inclusão do Rio Grande do Norte nessa proposta de criação de cursos de medicina no interior do Brasil. Ela elogiou a proposta da UFRN multicampi, que “corresponde ao que existe de mais moderno na área médica, cujo foco está na formação de profissionais para atuarem em suas respectivas localidades”.

Foram apresentadas outras propostas, entre as quais a adoção de cotas para os alunos da região. A reitora Ângela Paiva se comprometeu a levar essa discussão para o Ministério da Educação e aproveitou para destacar a urgência da concessão do terreno, para que seja possível a viabilização da infraestrutura necessária para implantação do curso no segundo semestre de 2014.

Para o deputado estadual Tomba Farias, é importante a soma de esforços da UFRN e da classe política do Trairi e do Seridó para viabilizar a implantação desse curso de medicina.