quarta-feira, 9 de maio de 2012

DCE - Enfrentando a homofobia

Encaminhamentos tirados na reunião, feita no DCE no dia 04, sobre enfrentando a Homofobia, Lesbofobia, Transfobia e Machismo na UFRN.



- Buscar a criação do Núcleo de Diversidade Sexualidade e Gênero – Espaço que foi institucionalizado pelo governo federal e que em todas as instituições deveria existir e dialogar com TODAS as licenciaturas. Visando a formação para a diversidade; 

- Resgatar com urgência o projeto de extensão elaborado pelos coletivos que trabalha Diversidade Sexualidade e Gênero;

- Elaborar uma resolução que estabeleça as medidas administrativas cabíveis em casos de homofobia, lesbofobia , transfobia e machismo na UFRN;

- Exigir da reitoria a resposta institucional que foi adotada nos casos já denunciados anteriormente a instituição;

-Reivindicar a garantia de um espaço de saúde e segurança nos grandes eventos realizados na universidade, aonde todas as pessoas que sentirem-se mal ou coagidas a alguma situação de homofobia, lesbofobia, transfobia e machismo possam ter auxilio e encaminhamento do que fazer;

- Reivindicar a constituição e institucionalização de um coletivo que planeje, acompanhe e efetive uma política de respeito as diversidades, composto por:
• Um representante por centro;
• Um representante da PROAE
• Um representante da PROGRAD
• Um representante da equipe de Serviço Social da UFRN;
• Um representante da equipe de saúde da UFRN;
• Um representante de cada coletivo organizado que debate o tema;



Com relação as atividades:

1. Dia 09 iremos nos encontrar às 19:30h no DCE para finalizar os documentos listados acima; 

2. Dia 11 haverá a GAYLORADA, às 17h teremos uma mesa redonda no DEART e ao final um cortejo por dentro do “enigmático DEART. Iremos tentar concluir o máximo possível dos documentos enumerados acima para no dia 11 entregar essa pauta a reitoria oficialmente. Além disso fazer um 'lambe-lambe' para colar na universidade contra a homofobia, lesbofobia, transfobia e o machismo;

3. Dia 17 fazer um ato na reitoria cobrando a resposta da pauta entregue no dia 11 com um BEIJAÇO e outras possíveis ações a serem construídas;

4. Com relação ao caso de homofobia que aconteceu na residência BIOMÉDICA a proposta é na próxima reunião marcar um dia para fazer uma atividade de debate lá na BIOMÉDICA sobre diversidade e depois fazer um ato de repudio denunciando os homofôbicos que moram lá, colando o 'lambe-lambe' e de formas irreverentes (ainda sem data definida).

Por fim fizemos um debate da necessidade de se constituir um espaço com organicidade para acolher e fortalecer nossa capacidade de formulação sobre o tema e formação para autonomia.