domingo, 29 de abril de 2012

Operação Impacto

Email Recebido pelo DCE José Sílton Pinheiro pedindo que relembrem o vergonhoso caso da Operação Impacto:

ESTES SÃO OS "REPRESENTANTES DO POVO" QUE SAQUEIAM O POVO....HAJA LADRÃO!!!!
Vejam como os tempos estão mudando!!!
Quem diria que UM DIA veríamos isso???
Ainda tem uma LUZ NO FIM DO TÚNEL...
Esses caras se venderam para mudar o plano diretor de Natal beneficiando os GRINGOS, mas o Ministério Público, atento, flagrou-os com a mão na massa.
Agora resta saber se realmente vão cumprir a pena, porque sálario mínimo pra essa cambada de ladrão é bobagem, eles pagam sem nenhuma peocupação, até porque o dinheiro que vai sair do bolso deles foi roubado, nem vão sentir o prejuízo, mas quanto a pena de reclusão...
Ah, essa eu quero ver...
O juiz da 4ª Vara Criminal de Natal, Raimundo Carlyle de Oliveira, condenou 16 dos 21 réus da Operação Impacto.
A setença foi divulgada na segunda-feira - 23/1/2012.

Operação Impacto: confira abaixo as penas de cada um dos corruptos condenados, começando a lista com Ricardo Abreu...
 Empres�rio Ricardo Abreu: condenado a 6 anos e 8 meses de pris�o por corrup��o ativa e multado em 750 sal�rios m�nimos

Empresário Ricardo Abreu, dono da Imobiliária Abreu Imóveis situada na Av. Prudente de Morais: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão por corrupção ativa e multado em 750 salários mínimos.
 Aldair Dantas
Vereador Aquino Neto: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.
Foto: Aldair Dantas

 Emanuel Amaral
Vereador Adenúbio Melo: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.
Foto: Emanuel Amaral
 Rodrigo Sena
Ex-vereador Alu�sio Machado: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.
Foto: Rodrigo Sena
 Alex R�gis
Francisco de Assis Jorge, assessor parlamentar, foi condenado a 6 anos de prisão em regime semi-aberto + multa
Foto: Alex Régis

 Emanuel Amaral
Ex-vereador Salatiel de Souza: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.
 Emanuel Amaral
Ex-vereador Carlos Santos foi condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.

 
 Luciana Brasil/ Arquivo TN
Klaus Charlie, assessor parlamentar, foi condenado a 6 anos de prisão em regime semi-aberto + multa


 Luciana Brasil/ Arquivo TN
Hermes da Fonseca, assessor parlamentar, foi condenado a 6 anos de prisão em regime semi-aberto + multa.


Ex-vereador Emilson Medeiros: condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de pris�o e multado em 150 sal�rios
Ex-vereador Emilson Medeiros: condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão e multado em 150 salários.
 

Ex-presidente da CMN, o vereador Dickson Nasser foi condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de pris�o e multado em 150 sal�rios m�nimos

Ex-presidente da CMN, o vereador Dickson Nasser foi condenado a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão e multado em 150 salários mínimos.


Vereador Ad�o Eridan: condenado a 5 anos de pris�o em regime semi-aberto e ao pagamento de multa de 150 sal�rios m�nimos
Vereador Adão Eridan: condenado a 5 anos de prisão em regime semi-aberto e ao pagamento de multa de 150 salários mínimos.


Vereador J�lio Prot�sio: condenado a 6 anos e 8 meses de pris�o e pagamento de 150 sal�rios m�nimos de multa
Vereador Júlio Protásio: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.


Ex-vereador Sargento Siqueira: condenado a 6 anos e 8 meses de pris�o em regime semi-aberto e pagamento de 150 sal�rios m�nimos de multa.

Ex-vereador Sargento Siqueira: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão em regime semi-aberto e pagamento de 150 salários mínimos de multa.


Ex-vereador Geraldo Neto: condenado a 6 anos e 8 meses de pris�o e multa de 150 sal�rios m�nimos
Ex-vereador Geraldo Neto: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.


Ex-vereador Renato Dantas: condenado a 6 anos e 8 meses de pris�o e multa de 150 sal�rios m�nimos de multa
Ex-vereador Renato Dantas: condenado a 6 anos e 8 meses de prisão e multa de 150 salários mínimos.
É muito importante que isto seja divulgado, é extremamente necessário que todos tomem conhecimento e vejam o "focinho" dessa cambada de vermes nojentos.