terça-feira, 27 de março de 2012

Semana Nacional de Mobilização da ANPG

A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) convoca os pós-graduandos e as pós-graduandas de todo o país a paralisarem todas as suas atividades acadêmicas e de pesquisa no dia 29 de março em defesa do reajuste imediato do valor das bolsas de mestrado e doutorado. Convocamos as APG’s e pós-graduandos a realizarem mobilizações nas universidades de forma concentrada na semana de 26 a 30 de março, pautando o reajuste das bolsas como a pauta central dos pós-graduandos na Jornada Nacional de Lutas da UNE, UBES e ANPG, que ocorre no período.


Na tarde dessa segunda-feira (26), a APG da UFV reuniu cerca de 100 pessoas no debate Valorização profissional e bolsas na Pós-Graduação: O papel do Projeto de Lei 2.315/2003.

Para Luana Bonone, é fundamental que os pós-graduandos se inteirem do que acontece no Congresso Nacional a respeito das bolsas. A omissão do Legislativo e do Executivo neste assunto tem custado aos pós-graduandos sacrifício para continuarem suas pesquisas. “As bolsas estão há quase 4 anos sem reajuste, por isso estamos intensificando nossa pressão. Convocamos todos os pós-graduandos e pós-graduandas do país a paralisarem suas atividades na próxima quinta-feira(29) para chamar a atenção do governo para esse problema”, finalizou.Compondo as atividades da Semana Nacional de Mobilização da ANPG, a ação organizada pela Associação de Pós-Graduandos da Universidade Federal de Viçosa (UFV) reuniu em um debate a reitora da Universidade, Nilda de Fátima Ferreira Soares, o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Eduardo Mizubuti, D.Sc. André Ricardo e Silva, o Coordenador Geral da APG/UFV, a Diretora de Comunicação da Associação Nacional de Pós Graduandos (ANPG), Luana Bonone , M.Sc. Cristina Fontes – Vereadora de Viçosa/MG e o deputado estadual Paulo Lamack.


Participe do 23º Congresso Nacional de Pós-Graduandos, de 3 a 6 de maio em São Paulo, na UNIFESP.

Entenda o PL
O Projeto de Lei 2.315/2003 está em tramitação na Câmara dos Deputados e dispõe sobre os critérios para definição dos valores das bolsas de fomento ao desenvolvimento científico, tecnológico, artístico e cultural.

Aprovado nas comissões de Educação e Cultura (CEC) e Ciência e Tecnologia (CCTCI), o PL de autoria do deputado Jorge Bittar (PT-RJ) teria como principal objeção para ser aprovado sua fonte de recursos. Licenciado na Câmara dos Deputados para atuar como Secretário Municipal de Habitação do Rio de Janeiro, Bittar diz que o projeto acaba sempre barrado na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) porque pressupõe um aumento de gastos para o executivo. "Uma matéria do legislativo não pode aumentar as despesas no executivo, é o princípio de independência e respeito entre os poderes", explica.

Em recente matéria, o jornal O Estado de Minas compilou as mais recentes novidades sobre o PL dos Pós - Graduandos, leia aqui.