terça-feira, 20 de março de 2012

Pró-Reitor de Graduação da UFRN avalia mudanças no ENADE

Com as mudanças nas regras do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) já previstas para este ano, o Pró-Reitor de Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Alexandre Augusto de Lara Medeiros, destacou a importância da prova para as instituições de ensino superior.

A principal mudança já prevista para o ENADE deste ano é que alunos que estão no último semestre da graduação também farão as provas. Essa alteração feita pelo Ministério da Educação (MEC), segundo o professor Alexandre Augusto, não irá afetar as atividades já programadas pela UFRN.


Alexandre Augusto explicou o porquê da mudança de regra do ENADE. “O que acontecia é que algumas instituições privadas faziam com que os alunos com desempenho pequeno retardassem o curso para não fazerem a prova. Assim a faculdade não ficaria com um conceito baixo”, explicou o pró-reitor.

Os cursos da UFRN que serão avaliados este ano serão os de Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Psicologia e Turismo.

No último resultado divulgado do ENADE, das provas realizadas em 2010, o pró-reitor de Graduação conta que os cursos de Medicina, Odontologia, Enfermagem, Farmácia e Biomedicina ficaram com o conceito máximo, que é 5. Na ocasião, foram avaliados alunos de 13 áreas.

Segundo o pró-reitor, o ENADE é importante, pois permite comparar a evolução e o desempenho dos cursos, além de mostrar o que pode ser melhorado. Alexandre também cita o Índice Geral dos Cursos (IGC), que avalia o desempenho geral das universidades públicas e privadas. “Desde 2007, a UFRN está com conceito 4, nos colocando como uma das melhores do Nordeste”.

FONTE: Portal da UFRN