terça-feira, 27 de setembro de 2011

28 de setembro: Dia latino americano e caribenho pela descriminalização e legalização do aborto!

No dia 18 de agosto, último dia da Marcha das Margaridas 2011, realizou-se uma plenária em Brasília que criou a Frente Nacional contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto. Nessa quinta-feira dia 29 será a vez das mulheres do RN lançarem o Manifesto Potiguar contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto. 

É muito importante que nós estudantes estejamos presentes, essa é uma discussão mais do que necessária na época em que estamos. Na última eleição o tema do aborto foi utilizado como jogo eleitoral sem ter sido devidamente trabalhado e hoje temos na Câmara dos Deputados cinco projetos que reafirmam o aborto como crime e nenhum que avançe no sentido da descriminalização e legalização. Os dados mostram que são realizados cerca de 2 milhões de abortos clandestinos por ano no Brasil e que destes, cerca de mil resultam em morte. Como é crime, não há como mapear e pensar em formas de reduzir o número de mulheres mortas. 

Assim, o problema acaba continuando sem que nenhuma iniciativa a favor das mulheres seja pensada e realizada. Por isso precisamos discutir e intervir a fim de tornar essa problemática cada vez mais pública e visível.

Programação: 
- Lançamento do Manifesto contra a criminalização das mulheres e pela legalização do aborto
Data: quinta-feira (29/09) às 18:00 horas
Local: Auditório do DCE

- Oficina de metodologias de comunicação: Diálogos com a sociedade 
Data: 18/10 às 18:00
Local: Coletivo Leila Diniz 

- Audiência Pública sobre a problemática do aborto.
Data: 24/10
Local: a definir

Essa hipocrisia mata.
Aborto seguro já!