terça-feira, 12 de abril de 2011

Abril Vermelho

Depois de intensas manifestações na cidade seja na luta contra o Aumento das Passagens, seja na Luta das Mulheres, seja contra as privatizações e sucateamentos gerenciados pela prefeitura, chegamos a abril, nosso Abril Vermelho, com a necessidade de continuar esse processo, e continuar a nossa união.

Para além da realidade encontrada em Natal, nossa conjuntura no campo é preocupante. O atual momento político – agrário exige ações contra o agronegócio (“o casamento do capital financeiro com o latifúndio”). A lógica de exploração da terra - grandes extensões, monocultura, produção basicamente de grãos para exportação, mecanização e pagamento de baixos salários – se une a um ingrediente venenoso: agrotóxicos.

Nesse sentido o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra continua em luta, mesmo com a crescente criminalização dos movimentos sociais, e realizando uma grande campanha contra o uso dos agrotóxicos.

Em Natal, estamos organizando no dia 13 (quarta-feira) uma Marcha que sairá às 8hs do Igapó em direção a cidade e 14hsocorrerá um Ato Público na Praça Gentil Ferreira (do relógio), no Alecrim. No dia 15, sexta- feira, será realizada uma Audiência Pública na Assembléia Legislativa pra debater a questão da Criminalização do MST no RN. O MST ficará o restante da semana em Mobilização na capital e nas semanas seguintes no interior do estado.

Acreditando da força da Solidariedade e União, valores que não podem ficar só do discurso mas plenamente em nossa militância, convidamos todas e todos para se fazerem presente na Reunião da Assembléia Popular (terça- feira as 16h na Catedral) para que as forças somem com suas bandeiras de luta para a construção dessa Grande Marcha.
-- 
Assembléia Popular - Mutirão por um novo Brasil (RN)