Pular para o conteúdo principal

Internet Oficial

A internet está prestes a se tornar um veículo oficial de comunicação dos três poderes da república brasileira. É o que prevê o Projeto de Lei (PL) do senador Demóstenes Torres, do partido dos Democratas de Goiás, que será votado em breve pela Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado. A proposta já foi aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Após a aprovação pela CCT, na qual receberá decisão terminativa, a matéria será enviada para exame da Câmara dos Deputados.

O relator da proposta na Comissão de Ciência e Tecnologia, senador Eduardo Azeredo, do PSDB de Minas Gerais, entende que a comunicação eletrônica avança em vários ambientes e instâncias públicas. É o caso do Judiciário, por exemplo, que autorizou os tribunais a admitirem a comunicação de atos pela internet e a transmissão de peças processuais por meio eletrônico. O governo federal também implantou recentemente o Portal da Transparência da Controladoria Geral da União, que teoriza como os recursos públicos estão sendo usados. No entanto, esses avanços não ocorrem com a mesma eficiência em outras esferas de governo, como nos municípios, onde a informatização de procedimentos públicos ainda é precária.

"Nos casos de editais de concorrência, por exemplo, é exigida a publicação em um jornal de grande circulação, ou nos municípios, em um jornal local ou no diário oficial e você houve a rádio e televisão para anúncios quando tem greve, ou alguma calamidade, você usa no rádio ou na televisão. A internet é uma mistura, ela é radio, ela é televisão, ela é jornal. Agora vamos definir que ela também é um veículo oficial de comunicação", argumenta o relator.

De acordo com o PL 323/06, a União deverá incentivar e fornecer recursos técnicos para a implementação da medida. "A internet é hoje usada por 60 milhões de brasileiros, temos 190 milhões, então não é, como a televisão, que é vista por talvez 180, e o rádio também... Mas é um veículo em crescimento e é importante porque nas cidades maiores o uso da internet é pleno", ressaltou Eduardo Azeredo.

Postagens mais visitadas deste blog

Ata de Homologação de candidatura da chapa "TODA LUTA"

UNE lança nova carteira estudantil

Começou no último dia 27  a emissão da nova carteira nacional estudantil. A nova carteira expedida pela União Nacional dos Estudantes teve o layout nacionalmente padronizado e está de acordo com as exigências da Lei que esclarece as medidas relativas à Copa das Confederações FIFA 2013, à Copa do Mundo FIFA 2014 e aos eventos relacionados, que serão realizados no Brasil. A carteira vai garantir 50% de desconto no ingresso para os jogos da Copa das Confederações que acontece agora em junho bem como para o transporte público nos municípios onde os estudantes têm benefícios assegurados. “O funcionamento da carteirinha durante este ano será uma experiência importante para a Copa do Mundo e os demais eventos esportivos que virão. As mudanças também reforçam a credibilidade da carteira como um documento de identificação dos estudantes reconhecido em todo o território nacional”, destaca o presidente da UNE, Daniel Iliescu.
A nova carteira estudantil tem certificado digital e poderá ser emiti…

Xerox na UFRN

Você está indignado com o serviço de Xerox na UFRN? Não agüenta mais ficar em fila? Já precisou várias vezes de material que não teve como copiar? Quer um serviço mais barato e de qualidade? Seus problemas ainda não acabaram, mas podem acabar! O DCE/UFRN, gestão “Da luta não me retiro”, na qualidade de representante legitimado dos estudantes da UFRN, diante da grande quantidade de reclamações de diversos estudantes e Centros Acadêmicos a respeito péssima qualidade do serviço de reprografia atualmente prestado nessa Universidade - as longas filas e esperas, muitas vezes sem conseguir êxito para retirar cópia ou fazer impressão, que têm feito inclusive vários estudantes perderem aula – convoca os estudantes para discutir e pensar soluções práticas para a problemática da Xerox. A última licitação para prestação de serviço de copiadora na UFRN ocorreu em 2002 (concorrência nº 02/2002), o que significa que a empresa que atualmente está na UFRN o faz sem licitação, além de não ser de modo nen…