segunda-feira, 16 de novembro de 2009

CONFERÊNCIA ESTADUAL DE COMUNICAÇÃO acontece nos dias 17 e 18 de novembro!


Nos dias 17 e 18 de novembro acontecerá a 1º Conferência Estadual de Comunicação do Rio Grande do Norte, a ser realizada na Assembléia Legislativa, começando às 18h do dia 17 e seguindo durante todo o dia 18.

A Conferência Estadual é primeira etapa que levará à Conferência Nacional de Comunicação (CONFECOM), a qual será um marco histórico para a Comunicação do nosso estado e país, pois será o momento para a sociedade civil canalizar a luta dos movimentos sociais pela democratização dos meios de comunicação e o efetivo exercício do direito à comunicação de todo cidadão brasileiro.

Na Confecom, que acontecerá de 14 a 17 de dezembro, a sociedade civil poderá questionar os monopólios da comunicação existentes no país, onde cerca de dez famílias controlam a maior parte do conteúdo veiculado nacionalmente. As conceções de radiodifusão, que sempre foram concedidas através de processos fraudulentos e corruptos engendrados por Governos comprometidos com os interesses dos grandes grupos econômicos também poderão ser questionadas, sendo necessário, para isso, grande força e mobilização dos movimentos sociais da comunicação e da população como um todo para construir esse debate, pois os interesses empresariais estarão voltados, durante a Conferência, para impedir que isso se concretize, agindo em todo o país nas Conferências Estuduais que estão ocorrendo e na Nacional que acontecerá, para que continuemos a viver em um país dominado por impérios midiáticos que determinam o que o brasileiro precia ou não saber.

Assim, o DCE-UFRN insta a todos os estudantes de Comunicação Social e todos os estudantes cientes de seu direito à comunicação, todos os cidadãos que fazem parte da UFRN e todos os cidadãos de Natal à estarem presentes na 1º Conferência Estadual de Comunicação do RN, para mostrarem que estão conscientes da realidade do país e não permitirão que a 1º Conferência de Comunicação do Brasil seja usada para legitimar os monopólios midiáticos e o controle dos meios de comunicação de maneira antidemocrática, mas, ao contrário, seja um grande passo para construir uma verdadeira democracia no Brasil.

"Sem democratizar a Comunicação, não pode haver Democracia!"