terça-feira, 13 de maio de 2008

TRANSPORTE CIRCULAR

Passados aproximadamente vinte dias do início da experiência da rota inversa do Circular, muitos problemas surgiram e somos obrigados a pensar em alternativas que minimizem os transtornos.

Além de cobrarmos uma divulgação efetiva por parte da STTU, que falhou na divulgação da experiência, estamos discutindo a possibilidade de outras linhas passarem pelo anel viário do Campus, bem como analisando a correção dos horários de algumas linhas que já percorrem o trajeto.

A linha 66, por exemplo, no sentido Rodiviária Nova - Ponta Negra, passa pelas residências, pelo parque poliesportivo, pelo setor V, setor II, Geologia e já segue para Ponta Negra, obrigando os estudantes dos setores III, IV e do CB a utilizarem o Circular. Estamos proponto que antes de seguir para Ponta Negra o ônibus passe por tais setores, libertando os estudantes da supracitada obrigação.

Podemos utilizar o mesmo exemplo para a correção dos horários, pois a mesma linha 66 costumava passar por volta de 22hs no anel viário, de forma que a maioria dos estudantes que poderiam utilizar a linha ainda não estão nas paradas. Estamos propondo que o horário seja alterado, para que os estudantes tenham tempo de chegar na parada e utilizar a linha, contribuindo para a diminuição da superlotação do Circular.

Quanto à proposta de outras linhas passarem pelo Campus, estamos discutindo com o DER a possibilidade de uma linha de Parnamirim e outra de Nova Parnamirim alterarem seus trajetos, contribuindo também para a diminuição da superlotação do Circular.

Além disso, constatamos a subutilização das transferências, que embora não ofereçam o devido conforto, poderiam contribuir também para a melhoria do nosso transporte Circular.

Já no que diz respeito ao aumento da frota, sabemos que lutar pelo aumento da frota significa lutar contra o SETURN; sabemos ainda que não é um abaixo-assinado que vai sensibilizar os empresários... Precisamos de estudantes dispostos a lutar, pois 19 coordenadores não fazem um ato público capaz de pressioná-los.

Finalmente, reafirmamos nosso compromisso de lutar pela melhoria do Circular, mas esperamos contar com o apoio de todos e de todas quando for necessário ir às ruas.

SOMOS QUEM PODEMOS SER...

SONHOS QUE PODEMOS TER!


Para refletir:

A grande mídia pressionou tanto os responsáveis pela crise do transporte aéreo... Será que não deveria pressionar também os responsáveis pela eterna crise do transporte urbano em cidades como Natal?