segunda-feira, 5 de março de 2012

UFRN oferece bolsas para intercâmbio em países do Mercosul


A Secretaria de Relações Internacionais (SRI) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está com inscrições abertas, até o dia 10 de março, para o Programa de Mobilidade do Mercosul (PMM). O Programa engloba universidades dos países membros do Mercado Comum do Sul (Mercosul), bloco econômico formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

A UFRN participou das reuniões preparatórias do Programa, coordenadas, no Brasil, pelo Ministério da Educação (MEC). O resultado dessas reuniões foi o regulamento de um projeto piloto para o Programa de Mobilidade do Mercosul, que se inicia neste ano.

De acordo com o professor Márcio Venício, da SRI, o objetivo desse projeto é criar “um maior sentimento de pertença ao bloco e uma maior sintonia entre os universitários, que possibilite o fortalecimento de uma cidadania do Mercosul.”

Neste projeto piloto a UFRN oferece três bolsas integrais para os alunos dos cursos de Economia, Química e Ciências da Computação. Para participar, o aluno deve apresentar Média de Conclusão Normalizada (MCN) igual ou superior a 500, comprovar proficiência na língua estrangeira do país ao qual é candidato, além de participar de alguma atividade da universidade relacionada à pesquisa, monitoria ou extensão.

As inscrições devem ser feitas na sede da SRI, próximo ao Centro de Convivência da UFRN. É necessário apresentar histórico atualizado, folha de índices do Sistema Integrado de Gestão em Atividades Acadêmicas (SIGAA), certificados de participação em projetos, carta de apresentação assinada por um de seus professores e certificado de proficiência. Caso não possua certificado, o aluno poderá realizar uma prova no Instituto Ágora de Línguas Estrangeiras da UFRN. O edital completo está disponível no endereço: http://www.sri.ufrn.br/noticias/ler/344.

O Programa

O Programa de Mobilidade do Mercosul (PMM) surgiu como projeto em 2009, fruto de uma parceria entre os países do Mercosul, com apoio da União Européia, para promover um intercâmbio de conhecimento entre as universidades do bloco. O regulamento do projeto piloto, que se inicia em 2012, prevê a distribuição de três bolsas para cursos que ainda não estejam envolvidos em projetos de mobilidade. Esse mesmo regulamento deverá ser a base para um programa permanente, que o MEC já acena como possível para os próximos anos.

FONTE: Portal da UFRN